• JM

A Pandemia mudou a forma de homenagear Iemanjá, mas não diminui a fé no Orixá em Piratini.

Atualizado: Fev 9

A fé e a disposição para manter as homenagens a Iemanjá uniu Centros de Umbanda de Piratini e manteve viva a marcante data deste 2 de Fevereiro, dia que celebra a “Rainha do Mar”, Orixá feminino e respeitado por diversas religiões, ela é considerada padroeira dos pescadores, jangadeiros e marinheiros, além de protetora dos lares.


O balneário Municipal, não pode neste ano receber os devotos de Iemanjá para as tradicionais manifestações que ocorrem sempre nesta data.


Assista o vídeo.

No entanto, uma Comissão proposta por representantes de Centros de Umbanda de Piratini formou uma vigília, que organizou e proporcionou as condições para que rezas e oferendas fossem feitas, com os devidos cuidados e distanciamentos.


Nanara, uma das representantes da Comissão, falou da importância de manter viva a fé e a comemoração a Iemanjá, e do intuito de assim que for retomado a normalidade da convivência social, fazer um grande evento comemorativo ao Orixá.



369 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

©2020 por Juntos & Misturados

CNPJ:00000000 - Rua 20 de Setembro, 00 - Piratini / RS - 96490000